ursopreto.com

AMANDO em SILÊNCIO e CORRENDO contra o DESTINO

           

A vida não é só cheia de amores que decepcionam por causa do caráter do cara, há outros tipos de amor, daqueles que a gente guarda em segredo sabe, porque talvez ninguém entendesse o motivo ou o que viu na tal pessoa. São os amores impossíveis, a distância, platônico, e por ai vai, nunca esquecemos quando passamos por algum desses, geralmente pelo fato de ter acontecido só no nosso pensamento, imaginamos até o casamento, mas sonhar nunca foi demais, ao contrário, nossos sonhos nos levam aonde quisermos. 
Eles chegam totalmente despercebidos na nossa vida, e quando a gente bate o olho, pensa : – ELE TAVA O TEMPO TODO AQUI ? e o olhar já é diferente, porque é aquela parte da sua vida que se destacou na rotina do dia, então começam a vir uma cachoeira de sentimentos, e como é gostoso sentir o que nós achamos que ficou no passado. 
Realmente a esperança é a ultima que morre, e graças a DEUS nossa esperança é batalhadora, mesmo apagadinha, chateada, é só um estimulo que ela ativa e trás a nossa parte apaixonada, e eu confesso que sinto uma enorme falta da adolescência pela época os primeiros amores (tive vários, mas pra mim era sempre o primeiro amor) e as cartas com marcas de batom cheia de beijos (ai como eu adorava minha inocência). Pois bem, não vamos perder o fio da meada, vou usar minha historia pra verem que eu nem sempre fui assim tão negativa sobre o amor (eu guardo minha melhor parte pra amar o que realmente merece ser amado, e saiba ser amado – RECIPROCIDADE)
Ele, o meu amor reprimido, me trouxe tanta, mais tanta alegria, mudança, na verdade foi o meu novo mundo, Ahhh ! Como eu lembro e ainda tenho aquele frio na barriga e aquela coisa não realizada que te cutuca ás vezes, mas você prefere achar que é só uma gastrite cotidiana, sobre esse assunto, eu precisei me iludir, mentir pra minha cabeça dura e calar minha imaginação fértil, mas eu tenho que agradecer há ele por ter entrado no meu caminho, ele realmente trouxe o que esqueci pra trás e levou o desnecessário, e todos os dias que eu via ele, mesmo que fosse sempre um silêncio entre nós, já valia até o amanhã futuro, ele sempre teve o coração bom e me dizia aquilo que no momento eu precisava ouvir, era reconfortante.
Mas, como eu sempre disse que há coisas que QUERER NÃO É PODER, ele mesmo me mostrou isso, eu ouvia dele sobre a menina por quem ele caia de quatro e ele ouvia sobre meus relacionamento ruins, e coloca ruim nisso; tinham horas que eu achava que o que ele dizia me dava esperança, mas minutos depois ele me lembrava da saudade que sentia dela. E assim seguiu a vida, e meu silêncio ficou cada dia mais constante, até que se tornou apenas OI ! TUDO BEM? TUDO E VOCÊ? e cada um seguia seu rumo. 
Sabe, ele foi uma das coisas que mais eu confesso que eu sofri, e puta que pariu como eu sofria, com tudo, com o olhar dele pra outras, por ele conversar com outras, por sorrir pra outras, era uma mega obsessão e destruidor pra mim. 
Se eu superei ? CLARO QUE EU NÃO SUPEREI, vejo eles todos os dias e ainda tenho vontade de gritar VOLTA, NEM QUE SEJA COMO Um CONHeCIDO ! só que não dá, porque longe não sabemos nada um do outro, e eu posso até mentir pro coração que ele deve sempre lembrar e pensar em mim, só pro frio na barriga passar. 
Eu sempre vou levar ele na minha malinha da vida, com tudo que valeu a pena pra mim, e olha só como eu acredito no amor, já que mantive viva aquela pontinha de esperança de que o destino não é por acaso e é preciso fechar esse ciclo incompleto, acredito que de alguma forma eu e ele seremos  mais que amizade e amor reprimido.
Desejo pra todo amor que já foi quase nossos amores, ser eterno enquanto dure…