ursopreto.com

E Não Viveram Felizes Para Sempre !


                       

De quem é a culpa afinal, dos escritores de fábulas, dos nossos pais que nos deixaram acreditar em conto de fadas ou nossa,que mesmo com experiências de fim de relacionamento, não perdemos aquela faísca da esperança ? 

A culpa não é de ninguém, alias, não podemos chamar de culpa, pois faz parte da vida todo começo ter um fim, para um começo novo, e Deus sempre trás o melhor para nós, não o que pedimos, mas sim o que precisamos de verdade.

Tudo que vivi, me ensinou muitas coisa e ás vezes brincava dizendo que tinha a síndrome da Maria do Bairro, a novela que assisti a infância toda no SBT, quando não era o reprise da novela Esmeralda original é claro, não as modificadas que vieram depois; explicando então a síndrome da Maria do Bairro, pois a atriz que representava a Maria do bairro, sofreu a novela toda, tudo dava errada na vida dela e é claro que além de sofrer por todos os capítulos, chorava em todos também; comparando a minha vida, só falta o milionários que me tira da vida difícil e a beleza dela mesmo representando uma cara sofrida; era tipo assim, se me perguntassem : – Eai você está bem, como vai a vida ? (pausa dramática); minha resposta : – Ai você não imagina como tá tudo, não aguento mais, que tristeza, nossa tô tão magoada (com lágrimas nos olhos já, sensibilidade a mil) e assim era sempre quando me vinham com essa pergunta ordinaria, eu desabava. Até que um dia, passou, mudei isso e deixei para atrás meu drama mexicano, hoje acho graça quando lembro, mas admiro quem sentava pra ouvir as minhas lamentações, esse vai pro céu direto, é raro amor ao próximo.

Não julgo quem é assim também hoje em dia, cada um segura sua base até seu limite, ninguém é de ferro e coração é um orgão que não dá pra viver sem, só o homem de lata do mágico de OZ… kkk(piada para descontrair) Um dia passa,se você não superar, ao menos supere o fato de falar sobre isso. 

Eu já esperei sim pelo meu príncipe encantado em seu cavalo branco com sua espada reluzente, mas acho que ele bateu a cabeça no meio da caminho e esqueceu pra onde estava indo, foi encontrado pelos soldados do seu pai rei do vilarejo e foi viver a nova vida dele, já que perdeu a memória. Então não esperei mais, e pensei essa historia impossível me enganar e não me decepcionar tanto por não existir o príncipe das historias que minha mãe contava. Há não critica minha ilusão, você também já fez isso que eu sei, e também com certeza riu agora por ler isso e pensar: – Já fiz isso também …

Gente, se a Tati Bernardi já revelou a surpresa e contou que pedir pelo príncipe encantado da sua vida não vale a pena, porque só te mandam o cavalo; então não pensem que quem sabe você tenha sorte e ele venha, já que sorte é lenda igual o pote de  ouro no fim do arco íris.


Sou a favor de desenvolver a imaginação da criança, mas totalmente contra de não esclarecer que são apenas historias e na vida real é de tal jeito; Não é destruir a pureza de uma criança, mas prepara-lá para a vida, porque é uma decepção com uma dor filha da Rasputia (sem palavrões) e é pior descobrir sozinha depois de viver até esse dia acreditando.

Que sirva de conselho, preparar é cuidar e iludir é criar um sonho futuramente destruído.