ursopreto.com

Conheça Simo Hayha, o melhor Sniper da história

Simo Häyhä acumulou as maiores mortes confirmadas registradas como um franco-atirador em qualquer guerra ( 505 com rifle, 200 com metralhadora )… Häyhä nasceu no município de Rautjärvi perto da fronteira atual da Finlândia e Rússia, e começou o serviço militar em 1925. Seus deveres como um franco-atirador começou durante a “guerra de inverno ” (1939-1940) entre a Rússia e a Finlândia. Durante o conflito Häyhä suportou temperaturas de congelamento de até -40 graus Celsius. Em menos de 100 dias, ele foi creditado com 505 mortes, 542 se incluindo mortes não confirmadas, porém os números não oficiais da linha de frente do campo de batalha o colocaria com 800 mortes. Foi basicamente por conta própria durante todo o dia, na neve, atirando em russos por 3 meses seguidos. 

Os generais russos ficaram furiosos ao saber que um homem estava fazendo tanto estrago. Enviaram então seus snipers para tentar resolver o problema, não resolveu. Decidiram então mandar um ataque de artilharia que também não adiantou. Häyhä era muito inteligente. Vestia-se completamente em camuflagem branca. Ele usou um rifle menor para se adequar a sua estrutura menor, aumentando sua precisão. ele usou uma visão de ferro para mirar no menor alvo possível. Ficava compactado a neve por trás de um barril. Mantinha  neve em sua boca para não liberar vapor e revelar sua posição. Eventualmente, no entanto ele foi baleado na mandíbula por uma bala perdida durante o combate em 6 de março de 1940. Ele foi pego por seus próprios parceiros que disseram que a metade de sua cabeça havia sido arrancada. Ele não morreu e recuperou a consciência no dia 13, dia em que foi declarada a paz. 

Fonte: Listverse