ursopreto.com

Iraque: 7 anos de guerra deixam mais de 100 mil civis mortos


Após cerca de sete anos e com saldo de mais de 100 mil civis mortos, os Estados Unidos encerraram no dia 31 de agosto as operações de combate no Iraque. Os anos de 2006 e 2007 foram os mais violentos no país, segundo cálculos da ONG britânica Iraq Body Count. Em 2006, 27.768 civis perderam a vida no Iraque e, em 2007, 24.599. O período só é comparado à fase de invasão do país, entre março e abril de 2003, quando em apenas seis semanas cerca de 7,4 mil civis foram mortos.





“A guerra inflige morte, ferimentos e dor para ambos os lados. A morte de alguém querido é difícil de se aceitar. Nos convencemos de que não há como eles morrerem. É apenas natural, particularmente, da nossa geração… Nós não conhecemos a guerra. Tentam encontar significado na morte, mas há apenas dor. Um ódio insuportável… Mortes sem sentido… Ódio eterno… E a dor que não cura. É isso que a guerra é.”