ursopreto.com

Os 10 Piores Reviews de Filmes do Roger Ebert

Os piores Revies de filmes - o poderoso chefão 2.jpg

Para muitos amantes do cinema Roger Ebert é o principal crítico de filmes do mundo, suas opiniões e críticas são por muitos anos, levadas em consideração para saber se um filme é bom ou ruim, porém, como todo ser humano, nós erramos. Conheça os 10 piores reviews de filmes do Roger Ebert.

Imperdoável (1992)

8.2
Imperdoável, de Clint Eastwood, é um extraordinário clássico moderno que arrebatou quatro Oscares da Academia em 1992, incluindo o de Melhor Filme e o de Melhor Realizador. “O filme reúne tudo aquilo que eu sempre senti sobre o western” – confidenciou Eastwood ao Los Angeles Times. “A moral da história é a preocupação com a utilização de armas”…

O Poderoso Chefão: Parte II (1974)

9.0
Nos anos 50, Michael Corleone (Al Pacino), agora a frente da família, tenta expandir negócios por Las Vegas, Hollywood e Cuba. Paralelamente, conhecemos a interessante história de Vito Corleone (Robert De Niro), ainda jovem na Sicília, em 1910, e como chegou a Nova Iorque e começou a construir o seu império do crime.

Contato de Risco (2003)

2.4
Gigli (Ben Affleck) é um pequeno criminoso, que recebe como missão sequestrar o irmão caçula do promotor público que está cuidando de um processo contra seu chefe. Gigli realiza a missão e mantém o sequestrado preso em seu apartamento, mas logo percebe que ela não será tão simples assim. Após receber a ajuda de Ricki (Jennifer Lopez), uma gângster, ele acaba se apaixonando por ela.

Arizona Junior (1987)

7.4
Um assaltante e uma policia apaixonam-se e casam. Logo descobrem que não podem ter filhos e decidem sequestrar um dos gémeos quíntuplos que nasceram no estado do Arizona. Isto é o inicio de grandes confusões.

Dois Homens e Um Destino (1969)

8.1
Um dos melhores “westerns” de todos os tempos, “Dois homens e um destino”,conjuga aventura, romance e comédia e conta a história verídica de Butch cassidy e Sundance kid, dois fascinantes fora-da-lei.Butch distingue-se por ser um génio a engendrar planos para enriquecer rapidamente e Sundance é brilhante a manejar a arma…

O Sol é Para Todos (1962)

8.3
Jean Louise Finch (Mary Badham) recorda que em 1932, quando tinha seis anos, Macomb, no Alabama, já era um lugarejo velho. Nesta época Tom Robinson (Brock Peters), um jovem negro, foi acusado de estuprar Mayella Violet Ewell (Collin Wilcox Paxton), uma jovem branca. Seu pai, Atticus Finch (Gregory Peck), um advogado extremamente íntegro, concordou em defendê-lo e, apesar de boa parte da cidade ser contra sua posição, ele decidiu ir adiante e fazer de tudo para absolver o réu.

Laranja Mecânica (1971)

8.3
Numa Inglaterra do futuro, um membro de um gangue de delinquentes tenta desligar-se mas é espancado pelos demais e deixado ao abandono para ser apanhado pela polícia. Na prisão, ele é submetido a um tratamento experimental para recuperar criminosos, expondo-os às mazelas que eles mesmos infligiam a sociedade.

Congo (1995)

5.1
Eles escaparam de mísseis ratreadores, estiveram cara a cara com enfurecidos hipopótamos de três toneladas, abriram caminho pela selva e mesmo assim a expedição continua. Amy, uma gorila participante de um projeto científico de uma universidade, está finalmente voltando para casa. Um professor (Dylan Walsh), uma expert em eletrônica (Laura Linney), um guia (Ernie Hudson), um aventureiro (Tim Curry), e outros, seguem os passos da brincalhona macaca…

Era uma vez no Oeste (1968)

8.5
Um misterioso estranho com uma harmónica junta forças com um desperado notório para proteger uma bela viúva de um assassino implacável trabalhando para a ferrovia.

Blade Runner: O Caçador de Androides (1982)

8.2
Uma visão do futuro marcada pelo pessimismo, sobre a cidade de Los Angeles, algures no século XXI. Apesar da proclamada filiação em Metropolis de Fritz Lang, Blade Runner é exemplar da transformação da configuração da cidade no cinema e influenciou nitidamente filmes como Batman, Batman Returns e Dick Tracy…